Softwares

O Reliability Workbench da ISOGRAPH® é um pacote computacional para estudos de confiabilidade de produtos, sistemas, etc. Ele é composto pelos seguintes módulos:

• Módulo Prediction: Realiza a predição da confiabilidade de componentes em diferentes condições operacionais de acordo com normas como MIL-217 [F2], IEC TR 62.380, TELCORDIA TR/SR, NSWC [98], GjB/z [299B], GjB/z [299C].

• Módulo FMECA: Realiza estudos de Análise de Criticidade dos Modos e Efeitos de Falhas (FMEA/FMECA®) de componentes, produtos, sistemas, etc.

• Módulo RBD: Realizar estudos de estimativa de indicadores de confiabilidade de componentes e sistemas empregando-se Diagrama de Blocos de Confiabilidade (RBD).

• Módulo Fault Tree: Permite realizar modelagens de sequência de eventos catastróficos, probabilidade de falha de ocorrerem diferentes combinação que geral falhas (cut-sets), estimativa de diversos indicadores de confiabilidade (MTBF, indisponibilidade, identificação de componentes que mais causam falhas e paradas do sistema, etc).

• Módulo Event Tree: Realiza estudos de consequência dos eventos como falhas, paradas de produção, vazamentos, etc em termos de custo, perdas de produção, etc.

• Módulo Markov: Permite que os analistas realizem estudos de sistemas reparáveis empregando-se modelos de cadeias de Markov.

• Módulo de Weibull: Permite ajustar distribuições de probabilidade aos dados existentes, estimativas de confiabilidade, probabilidade de falha, análise de percentis, etc.

• Módulo Reliability Growth: Desenvolve estudos sobre crescimento de confiabilidade ao longo do tempo.

• Módulo Reliability Allocation: Possibilita que sejam realizados estudos para identificar a melhor estratégia de alocação de confiabilidade a equipamentos individuais de modo a atender à meta do sistema.

Para mais detalhes sobre o Reliability Workbench, veja os vídeos.

O pacote de software Availability Workbench consiste de um conjunto de ferramentas para estudos de previsão de indicadores de disponibilidade, confiabilidade e mantenabilidade de sistemas. Estas são:

• Módulo Availability Simulation (AvSim): Permite simular (a) ganhos e perdas de diferentes políticas de manutenção em termos de disponibilidade, custo, produção, etc, (b) identificar intervalos ótimos de manutenção preventiva para minimizar custo e maximizar disponibilidade, (c) revelar componentes mais críticos no sistema, (d) etc.

• Módulo Reliability and Cost Centered Maintenance (RCMCost): Possibilita a elaboração de planos de manutenção com base em custo, disponibilidade, etc.

• Módulo Life Cycle Cost Analysis(LCC): Neste módulo o analista pode considerar os custos que surgem na vida de um produto, um equipamento, um ativo desde o seu projeto até a sua desativação.

• Módulo Weibull: Permite obter informações a partir de dados históricos de tempo até a falha por meio de ajuste de distribuições de probabilidade que melhor se ajustam a tais dados. Possui testes estatísticos para seleção automática de distribuições de probabilidade e possibilita conhecer a probabilidade de falha de componentes, produtos, etc.

• Módulo Interface com ERP: Permite a interface com o programa ERP como SAP, Maximo e Elipse. Isto é, permite o trânsito de dados para o software e os planos de manutenção para o ERP.

• Módulo Process Reliability: Possibilita realizar análises comparativas entre produção de diferentes sistemas com seus respectivos processos.

Veja os vídeos para conhecer mais sobre os módulos do Availability Workbench.

O valor agregado pelo uso do Availability Workbench pode ser percebido na resposta a perguntas tais como:

• Qual a eficiência das políticas de manutenção implementadas pela empresa nos últimos nos últimos em termos de segurança, custo e produção?

• O nosso diretor definiu metas de redução de custos com manutenção. Quais os equipamentos mais críticos? Se estes forem substituídos, qual será o custo por unidade produzida?

• Qual deve ser a periodicidade de manutenções de modo a atender requisitos de custo, segurança e produção?

• Com os nossos equipamentos, podemos atender ao aumento de 20% na produção?

• Para um aumento de produção os engenheiros estudam uma mudança no design da planta. Qual será o ganho de disponibilidade e produção?

Quais são os equipamentos críticos do seu sistema de produção? Quais combinações de duas ou mais unidades causam falham de todo o sistema?

• Qual o nível ótimo de peças a ser negociado para o próximo semestre?

• Qual a melhor política para empregar os recursos de mão-de-obra mais eficientemente para atender aos requisitos de confiabilidade, custo, segurança e produção?

• Há necessidade de adicionar algum “pulmão” para manter a capacidade mínima para atender à meta de produto deste ano? Onde, qual o tamanho, por quanto tempo, a que custo?

• Como podemos reduzir a exposição aos riscos de falhas catastróficas, paradas muito longas, custos excessivos?

• O departamento comercial fechou um contrato que implica num aumento de 15% na produção de uma mina. Há duas alternativas: adquirir mais caminhões ou aumentar a disponibilidade dos existentes. Qual é a melhor e com menor risco.

• Qual a melhor estratégia de manutenções: individual de cada componente ou em bloco?

• Qual o aumento de confiabilidade gerado pela preventiva? Qual a relação entre intervalo de preventiva e ganho de disponibilidade?

• Qual o intervalo ótimo para realizar os grandes overhauls (trocas gerais)?

• Os gerentes de manutenção desejam programar uma política de inspeções em alguns equipamentos. Quais equipamentos devem ser incluídos? Qual a periodicidade das inspeções? Qual o impacto da política de inspeção no custo operacional, segurança e disponibilidade?